terça-feira, 4 de agosto de 2015

Uma leve tristeza que insiste em bater na porta onde moro.

Estava fazendo minhas atividades "normais", já que descobri que eu tinha mais uma semana de férias, mais precisamente dia 10. Até aí, nada demais. Não é disso que vim tratar.

Não poderia estar mais feliz! Tenho em vista que estou em uma faculdade relativamente boa, com amigos maravilhosos, apesar de todas as desavenças com a minha família, ainda fico feliz em receber apoio quando preciso.
Apesar de ter isso, sinto que não tenho uma vida perfeita em questões de locomoção. Na verdade, nunca terei, pois sempre ouvimos por aí que a vida é uma eterna surpresa e nem sempre é das boas.
Até agora pouco estava lendo uma apostila de japonês e estava no celular também... Do nada, me bateu uma tristeza, sabe? Pensei em desenhar, mas veio tanta coisa que achei melhor escrever.

A nossa mente tem uma mania de lembrar de certas coisas nos momentos mais inusitados. Sinceramente? Me dá uma certa "raiva" disso. Se tem uma coisa que não gostaria de lembrar é de algumas (muitas) coisas do passado, e passado já foi.

Antigamente, morava praticamente "no meio do nada"! Mas para uma criança como eu na época, o lugar era maravilhoso, grande, cheio de animais esquisitos, praticamente um pedaço da natureza no fim da cidade grande. No entanto, cresci e tive que me mudar... Até porque não compensava mais morar em um local tão longe, onde precisava de uma locomoção de terceiros. Vivia em liberdade dentro de casa, por fora não tinha como me locomover. Esquisito, não? No entanto, quando a gente cresce, começam as responsabilidades.

A casa e o bairro onde moro atualmente não é ruim, mesmo que esses dias mesmo tenham me acontecido coisas ruins (como isso aqui), que evito pensar para não atraí-las novamente, parece que minha cabeça tenta preencher esses "vazios" que tento deixar com outras coisas nas quais não gostaria de lembrar durante esses anos que morei nas redondezas.
Morei perto da escola onde estudei. Basicamente 5 minutos a pé. Haviam pessoas que realmente gostava perto... Como era "inocente". Muitas não sentiam o mesmo, algumas chegavam a me "excluir" até. Foram quase dois anos e meio, se bem me lembro, e pareciam uma eternidade, mesmo sabendo que não iria sofrer tanto ao ir pra casa. Queria sair dali. Ainda que lembrei que antes de me mudar, meus pais estavam indecisos em duas casas... Hoje, analisando bem a situação, às vezes me bate um arrependimento, sabe? Mesmo com esse "conforto", não valia a pena. No entanto, passado é passado.

Fui direto pra faculdade depois que acabei o Ensino Médio. Estava dando (MUITOS) pulos de alegria.

É, não foi assim no começo.


No começo, não foi tudo um mar de rosas... Passava extremamente mal no metrô e sentia agonia de morar tão longe... O pior é que essa sensação de "morar tão longe" já me é uma velha conhecida de infância. É justamente essa parte que me deixa um pouco infeliz. Não ela em si, mas sabendo que volto pro lugar onde estou morando atualmente, me deixa desanimada.

Talvez se eu voltasse no tempo e tivesse escolhido o outro lugar (que por ironia do destino, é a estação que todo dia eu tenho que descer pra pegar um ônibus pra voltar), o sofrimento de ter que ir pra escola naquele período que passei o Ensino Médio um pouco mais isolada, onde sentia que a energia já não estava tão boa, teria valido mais a pena (apesar que sofrer isso não é bom de qualquer forma).

Não posso reclamar e nem ficar triste mais do que isso. Seria "errado" e estaria reclamando de barriga cheia. Estou numa faculdade onde amo o que faço e tenho amigos, enfim, uma vida universitária muito boa. Não perfeita, mas boa. Sei que parece um assunto bobo a princípio, até porque sei que tem gente que mora no fim do universo e mesmo assim vai pros seus compromissos sem reclamar. Só fico pensando que minha vida poderia ter sido mais fácil e com menos tempo a perder (pelo fato dessas memórias ruins e não nego que é pelas pessoas mal educadas também, hahaha)... Mas é assim mesmo, não?

No entanto, estaria mentindo muito feio se me perguntassem se quero me mudar daqui: Sim, eu quero muito. Não precisa ser a melhor das casas, só um ambiente simples onde posso viver mais tranquila, sem estresse (mesmo sendo na cidade que não para, que é São Paulo) e que não precise ficar lembrando da ambientação que não me trouxe tantas memórias boas (estaria mentido também se eu falasse que só me trouxe coisa ruim, me trouxe coisas boas, não tanto quando gostaria, mas trouxe).

Será que falta muito pra eu sair daqui e viver uma vida melhor, ou melhor, sem me lembrar disso?

Um comentário:

  1. Oiii^__^
    Eu sei bem como é isso ç__ç eu já mudei 3 vezes de casa, a primeira foi também de estado, eu morava em Porto Alegre e tem vezes que do nada me bate uma saudade que dói muuuito, tem vezes que até choro ç__ç mas eu evito ao máximo pensar nisso que se não eu passo muuito mal (ainda mais pq tomo remédio controlado para essas minhas depressões), depois de lá eu vim para o norte e morava em um bairro mais simples que eu brincava com os vizinhos na rua e tudo, são meus amigos até hoje, então eu fui para aonde moro agora que é um lugar mais "nobre" onde os vizinhos nem olham para a sua cara ¬__¬
    Também tem vezes que me bate uma tristeza do nada, e é horrível e inevitável, geralmente é sobre a unica escola em que eu me enturmei e sai dela pq fiquei com depressão ou sobre um "ex" que era machista e fez eu sofrer horrores, eu fiz um processo contra ele ai pelo menos ele levou um susto ao levarem os computadores dele de casa para a pericia, mas o processo encerrou pq os pais de uma amiga minha não quiseram que ela fosse testemunha por mero mimimi pq ela tinha proteção judicial, pelo menos ele nunca mais apareceu depois disso :)

    Até^__^ / Foi bom desabafar aqui~ mas tudo vai melhorar para ti, boto fé, ainda mais pq uns dias de férias a mais fazem a diferença ^__^
    Kisses~~
    Blog:ShyandBrave

    ResponderExcluir

Antes de tudo: tenha bom senso ao fazer seu comentário.
Qualquer inconveniência, spam e "seguindo, me segue de volta" será ignorado (e apagado).

Obrigada por comentar e visitar meu blog! ♥