domingo, 29 de junho de 2014

O mais importante é ouvir a si mesmo.

Sim, coloquei um player embaixo da imagem no post.  É só clicar e ouvir ♪

Ouvir os outros, dependendo da pessoa, é muito importante.

No entanto, nos dias de hoje, parece muito comum existir pessoas que falam somente para nos derrubar, diretamente ou indiretamente. Clichê? É talvez... Mas tenho notado bastante isso, ainda mais quando a internet parece dominar tudo. Estamos 100% conectados. Ou quase isso.


Em tempos onde todos apontam as armas e as pedras sobre nós, parece que o que é um "ruído" acaba sendo mais forte do que ouvir nossa própria voz. Quantas vezes você já não viu aquele comentário que praticamente te derrubou? Aquela fofoca que não é verdadeira, mas de tanto que batem na tecla, acredita nela e deixa se afetar? Aquele sussurro nada agradável? Qualquer coisa desse tipo? Impossível não ter passado por uma situação semelhante ou igual.

Ok, ok. Isso é complicado e posso dizer isso também por mim. Não é fácil se levantar, mostrar o que é real ou não...
No entanto, a verdade parece algo tão difícil que tampem parece doer e amargar, no entanto, é muito melhor do que se deixar levar por uma doce mentira. Clichê de novamente? É... Mas nós esquecemos justamente esses clichês muitas vezes.
Comum também ver que as pessoas acham que ser melhor é ser superior. Uma pena que exista gente assim, e cada dia esse tipo de pensamento parece consumir as pessoas cada vez mais, fazendo com que esses "ruídos" existam cada vez mais também. Parece que vivemos uma verdadeira "batalha de egos", onde derrubar os outros é bem mais importante do que ter dignidade.

Olha, mas cá entre nós, infelizmente não existe uma "receita de bolo" e muito menos um conselho para acabarmos com isso. No entanto, nada é impossível. Podemos parecer felizes o tempo todo, mesmo sabendo que não é bem assim que funciona. E não acaba por aqui: redes sociais estão aí para provar que nunca estamos satisfeitos com nada e nem ninguém.

Aí vem o "x" da questão: Se paramos tanto para ouvir as pessoas, deixamos nos influenciar, sejam boas ou não, por que não paramos para ouvir o que temos a dizer para nós mesmos?
Creio que, com tantas coisas que passamos, acumulamos as experiências boas e ruins e sabemos como lidar com elas (ou não). Aquele "ruído" que acaba com seu dia pode não ser tão desastroso se você ouvir o seu interior de vez em quando. "AI QUE BREGA, MONICA! PELO AMOOOOR~", amigo(a), não é questão de ser brega ou não, é questão se olhar para si, abrir o seu livrinho imaginário de experiências nessa cachola que chamamos de mente, ouvir o que há dentro do seu ser e simplesmente tentarmos ser felizes a nossa maneira. 

Sabe o que é verdade pra você? Sabe o que realmente é bom ou ruim? Já deve ter brigado com a sua própria consciência algumas centenas de vezes, certo?
Ouvir o que você tem a dizer sobre si mesmo é a melhor forma de lidar com uma situação ruim. Se vai funcionar contigo ou não, cabe a sua situação de espírito e estima. Se nada disso que eu escrevi funcionar bom, na verdade não sou ninguém, só resolvi escrever esse texto por inspiração e tudo que acumulei durante minha vida, lembre-se que ninguém é melhor que ninguém. Deixe que sua voz fale mais alto que o "ruído".

4 comentários:

  1. Nhomm que delicinha ler o post ouvindo a música *-*

    Eu entendo o teu ponto. Eu até não sofro tanto com o ruído alheio, mas sofro comigo mesma, me cobro demais e ao mesmo tempo não faço tudo o que eu deveria, então fico numa agonia e ansiedade constantes, muito chato... Mas prefiro eu mesma me forçar a ser melhor e fazer mais coisas do que ter que ouvir de outras pessoas (o que é algo que não aceito fácil, odeio ser cobrada!)

    O crescimento pessoal pode ser demorado e tenho certeza que não foi tão fácil chegar ao nível que está hoje, Monica, mas pelo menos a gente sempre pode evoluir, né :) Fico feliz que tu tenha esse discernimento e possa se permitir sem se importar com os outros.

    Beijos, Twi ♥ ID.

    ResponderExcluir
  2. Olá Senboniano!

    Isso é uma mensagem ctrl+c ctrl+v. Venho aqui avisar que o Projeto Senbonzakura está de volta! Que tal conferir :)

    Att.
    Síndica Nymeria @ Projeto Senbonzakura

    ResponderExcluir
  3. Saudações, caro Alquimista!

    Depois de muitos tijolos e massa corrida, as reformas do Senbonzakura finalmente acabaram - o que quer dizer que voltamos do nosso hiatus! Temos um monte de novidades, será que você não quer dar uma conferida? Além disso, o 1º e 2º andares estão solicitando a renovação dos contratos de moradia, e é extremamente importante que você regularize sua situação! Visite-nos clicando aqui pra colocar tudo em ordem :D

    Att,
    Síndica Shana.

    ResponderExcluir
  4. Cara, adorei essa música! ♥ Muito buena, meeesmo! Qual o nome?

    Eu acho que sei o que você quer dizer. Durante minha adolescencia tinha alguem que costumava me colocar muito pra baixo, e eu ouvia tanto a mesma coisa que comecei a acreditar nisso. Mas quando saí de casa e comecei a viver mais pra mim mesma, eu percebi que além de qualquer defeito eu tenho muito mais em mim, e passei a acreditar mais em mim mesma, acho. Talvez seja "ouvir a si mesmo" - embora eu não tenha exatamente me dado conta do que fiz, só vi os resultados. Me identifiquei pra caramba com o que você disse, e acho que todo mundo tinha que ter um tempinho pra ouvir o próprio coração (e sim, parafraseei o Roxette agora, HAHAHA!)

    Ótimo texto, Monica-san ♥
    Beijinhos,
    Shana • Hishoku no Sora

    ResponderExcluir

Antes de tudo: tenha bom senso ao fazer seu comentário.
Qualquer inconveniência, spam e "seguindo, me segue de volta" será ignorado (e apagado).

Obrigada por comentar e visitar meu blog! ♥